terça-feira, 26 de maio de 2009

E no meu espelho...


Tenho Mesmo...
São saudades
Dos teus lábios
Em meu espelho.
Das noites que linda
Via-te saindo
E estava ao teu lado
Colorindo - as
Poder pegar tuas mãos
E fazer a mais bela canção
Venha logo ao meu banheiro,
Deixar a marca dos teus lábios em meu espelho.
Deixe moldada a mais bela das artes
Eu quero mesmo é pintar tua estrada.
Conquistar sem pressa
E com sorriso sincero.
Cansei de correr
Eu quero mesmo é o embalo da tua rede menina.
Passear contigo todas as noites, sob a luz do sol, de estrelas.
Depois de mim, não há mais ninguém que te faça sorrir.
Em nossos lençóis, a noite mais clara.
Faço do leito, arte uma aquarela.
Juntos, ouvindo as mais belas canções aos domingos.
Eu quero mesmo
É te fazer em melodia
Brindarmos xícaras todos os dias.
Tenho mesmo são saudades de teus lábios em meu espelho.

Baerdal, Cálice sem fim...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Will e Louisa, como eu sou depois de vocês.

Olha o sonho de estradas esquisitas, a maturação do que é solidez e a continua ausência de quem partiu dos nossos braços. Tem que fic...