quarta-feira, 4 de agosto de 2010

A PONTE


Em escrever
O peito
Grita
Palpita
No caminho
A ponte
O monte
O rio
Do outro lado
Frio
Vazio
Sozinho
... eu.
A espera
de um só gesto
do seu extenso
carinho...

LEANDRO TAVARES - Baerdal

Cálice Sem fim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Will e Louisa, como eu sou depois de vocês.

Olha o sonho de estradas esquisitas, a maturação do que é solidez e a continua ausência de quem partiu dos nossos braços. Tem que fic...