segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Sonho


Eu sonho com carinhos eternos e olhos que não precisam

dormir se não for juntos, se não for por mais carinho, se não for por mais

sorrisos.

Eu sonho com semanas inteiras que sejam como domingos de sol, uma noite

sem
alarmes, com o silêncio do céu onde as estrelas apetecem os desejos e

encontram - se com a magia ingênua das crianças.

Sonho com o dia em que eu não tenha que dizer bom dia

sem um beijo ou ir trabalhar sem um “eu te amo”.

Eu sonho...

Mas o melhor de sonhar é saber que o amanhã

não é tão distante da realidade que eu faço e reinvento todos os dias.

Que o real é meu. E o imaginário pode ser nosso...



Baerdal - Leandro Tavares
Cálice sem fim

3 comentários:

  1. Olá amigo!
    Linda escolha de um poema! sonhar é o que nos deixa vivos e podemos reinventar sempre, sem medo de errar no que estamos fazendo!
    Abraços
    Lhú Weiss

    ResponderExcluir
  2. Compartilho contigo uma frase que li nestas ferias: As maiores realizações são atribuídas às pessoas que souberam conservar de algum modo a capacidade de sonhar grandes sonhos (Walter Bowie)
    Abraços da Mari

    ResponderExcluir
  3. Como sempre, seus lindos textos me emocionando, e eu também quero tudo isso, que uma bela hora isso se torne algo que possa ser sentido e tocado.

    saudações poeta!

    beijos...

    ResponderExcluir

Will e Louisa, como eu sou depois de vocês.

Olha o sonho de estradas esquisitas, a maturação do que é solidez e a continua ausência de quem partiu dos nossos braços. Tem que fic...