quinta-feira, 5 de maio de 2011

Recuso-me




Medir sonhos sem brilhos nos olhos

Ter amor e amar de menos

Ter jardim e não regar

Vê-se morto e não se espertar

Ser homem e não chorar.


Leandro Tavares - Baerdal

Cálice sem fim

Um comentário:

  1. Sonhe, ame, regue, viva e quando precisar chorar, lembra-te dos amigos que o ombro quererm te ofertar.
    Chore o quanto for necessario, limpa tua alma e revigora tuas forças...

    ResponderExcluir

Will e Louisa, como eu sou depois de vocês.

Olha o sonho de estradas esquisitas, a maturação do que é solidez e a continua ausência de quem partiu dos nossos braços. Tem que fic...