quinta-feira, 8 de julho de 2010

Mar de mim e as canções que falam do eu

Mar e quando eu não respirar?

“Vou me lembrar de você
Só enquanto eu respirar”



Pois...

“É impossível, é impossível
Esquecer você
É impossível
Esquecer o que vivi”



E se for sonho...

“Nem sempre se pode sonhar
Com aquilo que não se pode ter
Mas que regra mais idiota
Pois quando a gente sonha
É exatamente com o que não temos
E quase sempre
Com o que mais queremos”



E não é de menos mar?

“Deixa isso passar, e quando passar
Vou estar aqui te esperando
Pra te receber
E sorrir feliz dessa vez
Que esse amor é tanto”



E se algo faltar...

“Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que tristeza
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade.”



E minha vontade

“Bem ti quis, bem te quis
e ainda quero muito mais
Maior que a imensidão da paz
bem maior que o sol”



Tem uma coisa

“Eu quis te convencer, mas chega de insistir
Caberá ao nosso amor o que há de vir
Pode ser a eternidade má
Caminho em frente pra sentir saudade”




Mar no meu caminho

“Ah, se já perdemos a noção da hora Se juntos já jogamos tudo fora
Me conta agora como hei de partir
Ah, se, ao te conhecer, dei pra sonhar, fiz tantos desvarios
Rompi com o mundo, queimei meus navios
Me diz pra onde é que inda posso ir”



Pra mim

“É bom te ver sorrir
Deixa eu ver à moça
Que eu também vou atrás
E a banda diz: - assim é que se faz”




Mar, o que desejo

"Abre os teus armários, eu estou a te esperar
Para ver deitar o sol sobre os teus braços, castos
Cobre a culpa vã, até amanhã eu vou ficar
E fazer do teu sorriso um abrigo "



Vai, pois me encontro no mar do teu amor e...

“Eu vou mas não me peça pra amar outra mulher que não você”



Baerdal
Cálice sem sim

Um comentário:

Will e Louisa, como eu sou depois de vocês.

Olha o sonho de estradas esquisitas, a maturação do que é solidez e a continua ausência de quem partiu dos nossos braços. Tem que fic...