sábado, 13 de novembro de 2010

Rabisco antíGOto


Ao seu lado pude perceber o quanto à vida pode ser plena, serena.
Quando não mais poderia acreditar, a rezingar da vida.
Quando minhas mãos não sabiam mais erguer-me, sentir.
E meus passos eram tão vagos, silêncio vácuos...
Você apareceu com seu sorriso, sua canção ao final.

No teu sorriso acalentei a pobre alma.

Ofereceu-me muito mais que eu merecia uma doce magia.
Seu colo amparando-me de qualquer maldade.
Nas suas palavras a resgatar uma velha fibra.

Somos ligados, um elo eterno.
Ao seu lado sou simplesmente o menino, girassol ao ver sol.
O contato mais doce, o amor mais simples.
No seu caminho apreendi que somos dois em um
eterno amor.


LEANDRO TAVARES - Baerdal

Cálice sem fim

Um comentário:

  1. Ah menino poeta!
    Que coração apaixonado guardas em teu peito,
    diz pra tua amada estas belas palavras,
    não as deixe presas ao papel!
    Haverás de aquebrantar-lhe o coração!
    Dois em um, que forte!

    Abraços de quem te lê

    ResponderExcluir

Will e Louisa, como eu sou depois de vocês.

Olha o sonho de estradas esquisitas, a maturação do que é solidez e a continua ausência de quem partiu dos nossos braços. Tem que fic...