sexta-feira, 8 de março de 2013

Valeschkeandamente


Tu tens-te deitado livre de todos os pesos?
Amanheça sempre com a consciência limpa
E elimine os fins.
Amanheça sempre com os passos e altitude de quem realmente ama
E nos deixe nos meios.
Inunde seu peito das cores mais lindas que a primavera
Pois assim teu jardim receberá as mais lindas rosas
E ao amanhecer
O arco Iris alinhará tua janela
Fazendo uma imensa passarela de tons e sons tão ternos
Faça do teu sorriso emaranhado de sonhos
E destes pinte a simples moldura de tua vida.
Não faça que a palavra curta se torne longa
E que a brandura de quem te ama se torne chama.

Leandro Tavares - Baerdal
Cálice sem fim

Um comentário:

Will e Louisa, como eu sou depois de vocês.

Olha o sonho de estradas esquisitas, a maturação do que é solidez e a continua ausência de quem partiu dos nossos braços. Tem que fic...